Umectação – O que é e como fazer

A umectação faz parte do Cronograma Capilar e se encaixa em nutrição, pois repõe os lipídeos dos fios. Além disso ainda deixa o cabelo com brilho, maciez e acaba com a porosidade. Algumas pessoas dizem até que o tratamento com óleos alisa os fios com o tempo.

As indianas tem o costume de fazer a umectação no cabelo inteiro, desde o couro cabeludo até as pontas, fazendo massagem na cabeça para auxiliar no crescimento dos fios, chamando isso de banho de óleos, por isso elas tem cabelos sempre tão lindos, bem cuidados e longos.

O óleo mais indicado para esse tipo de massagem é o óleo de rícino, mas apesar de eu estar no Projeto Rapunzel, não aplico ele no couro cabeludo porque seria mais difícil de dormir, já que eu faço isso para deixar a umectação bastante tempo. Também não é recomendado passar óleos na raiz quando seu cabelo é muito oleoso, pois isso pode mais atrapalhar do que ajudar no crescimento, afinal, o excesso de oleosidade pode obstruir os poros.

Lembrando que em qualquer uma das ocasiões, deixando por muitas ou poucas horas, o cabelo deve ser lavado com shampoo normalmente depois. Como eu faço o banho de óleos no dia de nutrição, sempre uso uma máscara dessa fase depois do shampoo e sigo os procedimentos e tempo descritos na embalagem e finalizo com condicionador.

Os óleos que devem ser usados são apenas vegetais, nunca use nada de óleo mineral nem que contenha parafina, de forma alguma.

Abaixo uma listinha de alguns óleos mais comuns usados na umectação:
-oléo de rícino;
-óleo de coco;
-óleo de alecrim;
-óleo de cenoura;
-azeite de oliva;
-óleo de abacate;
-óleo de semente de uva;
-óleo de girassol;
-óleo de rosa mosqueta;
-óleo de pequi.

O mel também é indicado para fazer umectação, da mesma maneira que os óleos, pois ele contém ceramidas, que compõem a fibra dos cabelos. Porém, por ser bem difícil de espalhar o mel pelos fios, é bom misturar com algum óleo para facilitar a aplicação.

Comentários